Bateria do Apple Watch ainda com pouca autonomia

Não é segredo nenhum que a Apple tem trabalhado afincadamente no seu Apple Watch. Apesar de Tim Cook ter referido durante o evento de 16 de Outubro que o seu relógio inteligente teria de ser carregado diariamente, a Apple parece estar a ter algumas dificuldades em atingir a autonomia desejada.

A 9TO5Mac trás-nos notícias no mínimo preocupantes. A Apple optou por introduzir um processador poderoso no seu Apple Watch, assim como um ecrã de alta qualidade, estes dois componentes são conhecidos por um elevado consumo de energia.

Correndo uma versão modificada do iOS batizado de SkiHill e um chip Apple S1 com performances muito equiparadas ao Apple A5, presente no ultimo iPod, assim como um ecrã retina, o Apple Watch é capaz de 60 frames por segundo.

O preocupante neste Apple Watch é que quando usando intensivamente a autonomia fica-se por cerca de 2,5 horas a 4 horas com uma carga completa. Por outro lado, em standby e pouco uso, pode conseguir chegar aos 3 dias. Fontes da Apple afirmam que esta tem sido uma das principais preocupações a serem resolvidas antes do lançamento do relógio.

Esperamos sinceramente que a Apple consiga aumentar a autonomia do seu relógio, pois será no mínimo frustrante ficar sem bateria no relógio todos os dias. Além disso, ninguém no seu perfeito juízo, investe centenas de euros num relógio inteligente, que não pode usar muito para não ficar sem bateria.