Boeing e a NASA testam tecnologia amiga do ambiente

Cortesia: Engadget
Cortesia: Engadget

Um dos aparelhos pouco amigos do ambiente que faz parte do mundo moderno são os aviões. Grandes e poluentes, estes monstros voadores, pouco podem fazer com a tecnologia actual, senão queimar muito combustível para voar.

No sentido de inverter esta tendência, a Boeing, numa parceria com a NASA, tem em vigor 2 projectos que permitem os seus aviões tornarem-se até 6 porcento mais eficientes, no que diz respeito ao consumo de combustível. Apesar de parecer um número pequeno, 6 porcento representa muito dinheiro em jetfuel, uma vez que cada avião gasta muitos milhões de litros por ano e pode fazer a diferença entre uma companhia aérea dar lucro ou dar prejuízo.

A Boeing tem testado no seu Boeing 757 ecoDemonstrador, duas tecnologias diferentes, uma é uma tinta repelente de insectos, que permite manter a superfície do avião limpa, diminuindo a turbulência provocada pelos insectos mortos colados na fuselagem.

Cortesia: Engadget
Cortesia: Engadget

A segunda tecnologia é o Active Flow Control, que é um controlo activo do fluxo de ar no Ruder (espécie de aileron na cauda do avião), que vai permitir construir aviões com caudas mais pequenas, sem perder margem de manobra, o que representa um avião mais leve e ganhos de até 20% na eficiência.

Apesar destes projectos ainda estarem a ser testados em laboratório, a NASA garante que funcionam em meio controlado. Resta ver se em condições de vôo normais, conseguem resistir às agressões extremas a que os aviões são sujeitos.Estes projectos são apenas dois dos que fazem parte do ERA (Eco Responsible Aviation).

Fonte: Boeing via Engadget