Colorado vota pela criação da sua própria rede de internet

Sete municípios e cidades no Colorado estão a lutar contra grandes Provedores  de Serviços de Internet (ISP) pelo direito de construir as suas próprias redes de internet. Muitos estados dos EUA têm regulamentos – muitas vezes criados por pressão dos lobbys como a  Comcast e outros grandes ISP’s, que tornam mais difícil para as comunidades a construir as suas próprias redes de banda larga.

Segundo o jornal The Washington Post, as leis do Colorado são as únicas que permitem as cidades construírem a sua própria rede banda larga. Podem assim ser o seu próprio ISP, caso os moradores aprovem a em eleição.

Isso é exactamente o que aconteceu na semana passada. O projecto de criar uma rede de banda larga ganhou por uma grande maioria, o que permitirá a Boulder, Yuma, e outras áreas para criar as suas próprias redes, caso as cidades decidem avançar. Estes votos favoráveis não são vinculativos nem garantem que os projectos sejam concretizados.
O Colorado está em vantagem nesta situação visto estarem por cima de quilómetros de cabos de fibra óptica, ou seja a infra-estrutura já está criada

A FCC e outras entidades acreditam que são medidas como esta que fazem com que a concorrência funcione. Verifica-se que nas áreas onde existe concorrência, os preços diminuem e as velocidades da internet aumentam, só nas zonas onde não existe concorrência compete ao governo legislar. Infelizmente em Portugal não se verifica esta visão, pois existem inúmeros relatos de consumidores lesados todos os dias, que pagam por ligações de internet más a preço de ouro.