CoolerMaster testa Nutella como pasta dissipadora de calor

Cortesia: Geek
Cortesia: Geek

Esta é sem dúvida uma das notícias mais bizarras que por aqui passaram. A CoolerMaster testou Nutella como pasta dissipadora de calor num processador, e não é que o processador não queimou!

Alguns de vocês que estão a ler esta notícia, a dada altura da vida útil de algum dos vossos computadores, tiveram de trocar a pasta térmica do processador. De certeza, que uma pequena minoria, provavelmente até experimentaram vários tipos de pasta dissipadora de calor.

Um dos negócios da CoolerMaster é vender pastas dissipadoras de calor, que até se comportam bem na função para que foram criadas. Podemo-nos perguntar, porque motivo uma empresa que gasta dinheiro em desenvolver uma pasta dissipadora de calor, usa nutella para este serviço?


A CoolerMaster decidiu criar um video engraçado, para comemorar o Dia Internacional da Nutella, que por curiosidade é a 06 de Fevereiro. Nós nem sabíamos que existia um dia iinternaciobal da Nutella, quando a CoolerMaster decidiu colocar Nutella num processador, que em carga de trabalho total, aguentou-se nuns razoáveis 50 graus Celsius. Os nossos computadores no verão às vezes chegam aos 80 graus sem grande dificuldade.

Aprendemos que existe quem já tenha experimentado outras substâncias como pasta de dentes, com resultados aceitáveis, mas que a longo prazo causam corrosão. Afinal a pasta dissipadora de calor existe por alguma razão.

Caso o vosso processador não sofra de hipoglicémia, ou tenha dentes cariados, por favor usem pasta dissipadora de qualidade!