Está aberta a época de caça…aos drones!


A questão privacidade é uma coisa que nos preocupa cada dia que passa.
Passando pelo facebook, que altera as definições de privacidade quando lhe apetece, como pela proliferação de aparelhos equipados com microfones e câmaras, agora temos mais uma coisa para acrescentar à lista…os Drones.


Estando cada vez mais baratos, podem ser adquiridos por um crescente número de pessoas, que como é sabido, nem todas os usarão para fins lícitos e moralmente aceitáveis.


Um cidadão de Seattle preocupado com a sua privacidade decidiu disparar um tiro de caçadeira, para o drone de um vizinho, quando este invadiu o seu terreno, sendo detido pela polícia.


Se a lei portuguesa proíbe disparar em terrenos urbanos, então como resolver a invasão de privacidade provocada por um drone? Isto levanta algumas questões pois um drone pode ser equipado com o mais variado material, desde câmaras, armas, explosivos e provavelmente mais coisas, que podem invadir a privacidade e provocar dano ou morte.


Provavelmente já será tarde, mas está na hora dos nossos legisladores começarem a pensar nisto!