HealthKit da Apple já é uma realidade em Hospitais dos Estados Unidos

Desde o lançamento do iOS 8, que o HealthKit da Apple demonstrou ter capacidades de ser uma excelente plataforma de saúde. O HealthKit apresenta-se como uma plataforma integrada no iOS, capaz de fornecer ao utilizador uma leitura fácil sobre diversos parâmetros de saúde, tais como a nutrição, testes laboratoriais, exercício físico, avaliações corporais, sono e sinais vitais.

Com o aumentar do número de novos equipamentos capazes de avaliar parâmetros do estado de saúde e comunicar com o HealthKit, aumenta também o interesse de algumas instituições ligadas à saúde acercada plataforma de saúde da Apple . Há que também ter atenção que já existem alguns hospitais nos Estados Unidos, que fornecem iDevices aos seus funcionários, de modo a poderem registar e avaliar dados no processo dos doentes.

De modo a poupar nos custos, há instituições que trabalham com plataformas híbridas, que suportam iOS, Android, Blackberry e Windows e fomentam uma política de incentivo para os seus funcionários a trazerem consigo os seus próprios dispositivos móveis.

Todos os dispositivos da Apple que suportem o iOS 8, trazem consigo instalado o HealthKit, segundo a Reuters, 14 dos 23 Hospitais contactados pela agência noticiosa, possuem programas piloto para implementação do HealthKit.

Apple-HealthKit-2

O HealthKit vem pré instalado nos dispositivos com iOS 8, e através de balanças inteligentes, medidores de tensão arterial inteligentes e outros aparelhos de saúde, permitem criar um repositório de dados de saúde dos doentes que o permitam, para que os profissionais de saúde possam aceder e trabalhar com base nos dados recolhidos, de modo a poupar custos e acelerar os processos de tratamento.

Um Hospital de Nova Orleães, chega mesmo a vigiar remotamente a tensão arterial dos seus doentes em ambulatório. Este é um mercado emergente que vale actualmente nos Estados Unidos a astronómica quantia de 3 mil biliões de dólares, e que toda a gente quer um pedaço.