Honda E preparado para enfrentar a cidade

Honda E

Os carros eléctricos vieram mudar a forma como encaramos os nossos transportes atuais. Se por um lado os preços ainda se encontram proibitivos, por outro o proliferar destas viaturas faz com que o preço baixe e torne o acesso a este tipo de veículos mais acessível.

A para apimentar os entusiastas dos veículos eléctricos a Honda revelou recentemente mais algumas características do seu citadino Honda E.

De forma a diminuir a resistência ao ar a Honda dotou esta viatura de pequenas câmeras em vez dos habituais espelhos.Esta opção permite ao condutor ter uma perspectiva diferente, permitindo optar por uma visão normal ou angular reduzindo em até 50 porcento os ângulos mortos.

Estas câmeras foram desenvolvidas para se adaptar às condições de luminosidade e meteorológicas de forma a melhorar a segurança na condução.

Honda E cameras
Camera mirror system

O tablier também apresenta inovações bastante agradáveis e inovadoras. Com vários ecrãs e um bonito painel de madeira, o Honda E, além das habituais informações presentes em todos veículos, permite o acesso às informações especificas de um veículo eléctrico.

O condutor ganha assim acesso a um sistema de navegação, chamadas com as mãos livres, um assistente pessoal, provavelmente ativado por voz, conectividade com o seu smartphone, e informações do status da bateria, autonomia, entre outros informações. 

Como não poderia deixar de ser existe pelo menos uma ligação USB, Bluetooth e até uma ligação HDMI.

Honda E tablier

O Honda E apresenta uma bateria de iões de litío de 35.5 kWh que pode ser carregada numa tomada doméstica ou por opção através de um carregador de carregamento rápido, que permite carregar de 80 porcento da carga em cerca 30 minutos. 

Esta bateria situa-se numa posição central e por baixo do piso do carro, baixando o centro de gravidade e melhorando a estabilidade do veículo.

Com tracção traseira e suspensão independente este pequeno citadino prevê uma autonomia de até 200 km, mais que suficiente para a maioria dos trajectos diários de uma família.

Este veículo pode ser pré encomendado na Europa e antevê-se que se iniciem as entregas dos veículos até ao final de 2019.