Honda quer todos veículos eléctricos já em 2040

Quem anda nas estradas apercebe-se cada que existe cada vez mais carros eléctricos a circular e que o futuro dos construtores de automóveis está em transformação. Seguindo a tendência vigente, a Honda anunciou recentemente a intenção de abandonar a venda de veículos que usem combustíveis fósseis a partir de 2040.

A companhia Japonesa referiu que isto faz parte do seu trajecto rumo à neutralidade do carbono. Este caminho irá necessitar de um investimento de 46,3 mil milhões de dólares nos próximos 6 anos e fará parte do esforço de ajudar a reduzir as emissões de carbono do Japão para 46% já em 2030.

Segundo o seu CEO a Honda possui já o Honda E e tem planos para colaborar com a GM no desenvolvimento de dois novos modelos eléctricos, usando para tal a plataforma modular da companhia norte americana.

Para quem pense que a electrificação da companhia será apenas dirigida a automóveis, desengane-se pois a empresa nipónica pretende expandir os motores eléctricos às suas motos e scooters.

Os japoneses ficam por enquanto com a liderança dos veículos híbridos, mas tal poderá mudar com o estado da Califórnia a banir a venda de veículos a combustão a partir de 2035 e com a administração de Joe Biden que pretende em breve tornar toda a frota governamental eléctrica.

Este poderá o sinal para outros estados dos Estados Unidos seguirem o mesmo caminho e apostarem em veículos eléctricos de fabrico norte americano.

Como o mundo não é só a América nem o Japão, prevê-se uma luta cerrada entre os construtores de automóveis, onde os europeus e chineses certamente não quererão ficar atrás nesta corrida pela electrificação da industria automóvel.