Innos D6000 surpreende pela bateria de 6000mAh

Cortesia: Android Central
Cortesia: Android Central

Uma das vantagens de um congresso como o World Mobile Congress, é o agrupamento de fabricantes, que nos mostram coisas que nunca imaginaríamos ver.

A China é conhecida por construir vários telefones Android, como tal, não foi surpresa ver a Innos apresentar o seu smartphone topo de gama. O novo aparelho, não surpreende pelas especificações, antes pelo contrário, quem olhar para este telemóvel avalia-o como de média gama.

O Innos D6000 tem um processador Qualcomm Snapdragon 600, um ecrã de 5.2 polegadas 1080p, 16GB de armazenamento, 2GB of RAM, uma câmera traseira de 16 megapixels com flash de LED duplo e uma câmera frontal de 5 megapixels. Tem slot para dois cartões SIM e vai estar disponível com SO Windows Phone 8.1 ou Android 5.0 Lollipop

Quando se olha de perto para este telefone verifica-se que ele sobressai devido à sua autonomia. O Innos D6000 possui uma bateria de 6000 mAh, capaz de aguentar dois dias sem ter de ser ligado a uma tomada.
Esta solução evidencia-se quando o utilizador com o telemóvel ligado retira a bateria e o aparelho continua ligado. Não é de estranhar que isto aconteça, uma vez que a Innos recorreu a um pequeno truque para ter os 6000mAh.

A empresa chinesa, instalou dentro do Innos D6000 uma bateria selada não removível de 2000mAh, ao qual adicionou uma segunda bateria de 4000mAh que pode ser retirada. Na prática a Solução encontrada pela Innos funciona como as capas com bateria.

O aparelho usa a primeira bateria para funcionar e a segunda para carregar a bateria interna.
Olhando apenas para as especificações o Innos D6000, verificamos que este pode não ser o melhor smartphone do mercado, no entanto, ao olhar para a bateria nota-se que é capaz de ser a melhor opção para quem necessitar de energia por longos períodos de tempo sem ter acesso a uma tomada de carregamento.