Rede electrica inteligente será o futuro das cidades

rede-electrica-inteligente

Já todos nós experimentamos uma falha de energia devido a avarias, ou simplesmente devido a trabalhos de melhoramento da rede eléctrica, na nossa área geográfica, ficando sem saber o que fazer naquelas horas.

Com o aquecimento global e os desastres nucleares de Chernobyl e mais recentemente Fukushima, urge optar por energias renováveis, amigas do ambiente e seguras. Uma das limitações de algumas energias renováveis é o facto de nem sempre estarem disponíveis na quantidade desejada. Como tal uma gestão inteligente de um sistema de distribuição da rede eléctrica é desejável e necessário.

Desde a primeira instalação eléctrica comercial, construída em 1882 em Nova Iorque por Thomas Edison a rede eléctrica apesar dos seus melhoramentos continua a ser “Burra” e ineficiente.

Uma rede eléctrica inteligente e amiga do ambiente, deve utilizar a energia eléctrica onde ela é mais necessária. Por exemplo durante o dia as casas estão vazias, enquanto escritórios, industrias e outros negócios estão no auge do seu consumo. Uma rede eléctrica inteligente sabe que uma zona residencial dormitório não necessita de ter tanta energia durante o dia, podendo-a redireccionar para outra zona onde esta é mais necessária.

Em busca da eficiência, está a ser desenvolvido um projecto piloto em Manheim na Alemanha. Todas as casas naquela cidade estão ligadas à rede eléctrica inteligente  em que a maior parte da energia provém de energias renováveis.

A Cidade alemã instalou vários modems em diversos nós na rede, de modo a saber que quantidade de energia é necessária em cada zona da cidade. A própria rede energia é também uma rede de comunicação.

Cada casa possui uma pequena caixa, ao chamam de mordomo da energia, que transmite a utilização e picos de consumo de energia, protegendo a privacidade das famílias, quer se esteja a usar um secador ou a ver um filme. Este tipo de tecnologia pode no futuro, em conjunto com electrodomésticos inteligentes, distribuir a energia de uma forma muito mais racional e económicamente eficiente.

A título de exemplo, vai ser possível ligar o compressor do frigorifico e arcas congeladoras, ou o cilindro para aquecer a água, quando a electricidade for mais barata, poupando os orçamentos da famílias e usar esta energia quando não for necessária nas indústrias.