Reparação de um Toyota custou 10$ quando o orçamentado na oficina era 4400$

toyota-camry-híbrido-14

Esta é uma daquelas notícias que dá que pensar e que provavelmente já passamos por uma situação semelhante e pagamos balúrdios para resolver o nosso problema. Com o evoluir da tecnologia, os automóveis ganharam a electrónica. Esta apesar de melhorar a performance e segurança dos carros, veio complicar e encarecer a reparação em caso de avaria.

No caso dos novos veículos eléctricos e híbridos, a situação complica-se um pouco mais, visto a maior parte da tecnologia é proprietária, sendo poucos os mecânicos externos às marcas, que têm formação ou conhecimentos para efectuarem uma reparação ou uma simples revisão em condições.

Nos Estados Unidos o dono de um Toyota Camry, Híbrido, deparou-se com um problema aparentemente grave na sua viatura. A bateria deixou de funcionar, apareceram vários alertas no painel de controle e o motor a gasolina estava sempre a funcionar. Christopher Orgeron o dono da viatura, dirigiu-se a uma oficina da Toyota e foi informado que a bateria teria de ser completamente substituída e o orçamento seria de 4400 dólares.
bateria-toyota-camry-590x333
Orgeron que percebia alguma coisa de electrónica e tinha adquirido a viatura para poupar algum dinheiro em gasolina, confrontado com tal orçamento não ficou satisfeito e colocou mãos à obra.
Sabendo que as baterias usadas nos Toyota são compostas por várias células de iões de lítio e que se uma célula avariar, pode comprometer a bateria toda, decidiu desmontar completamente a bateria e substituir  célula estragada.

O grande problema seria desmontar a bateria de 45kg e ter de testar célula a célula até encontrar a célula estragada, sem ter a certeza que o problema seria daí. Caso conseguisse efectuar este trabalho, a reparação além da mão de obra ficaria por apenas cerca de 50 dólares, que é o preço pedido por uma célula de iões de lítio.
conector-toyota-camry-590x333
Após a árdua tarefa de testar todas as células de iões de lítio, verificou que o problema não era daí. Prestes a perder a sua sanidade mental, foi à procura de outro problema, quando encontrou um conector de cobre oxidado. Com apenas vinagre e bicarbonato de sódio, limpou o conector, testou e verificou que a bateria estava completamente operacional.
A reparação que inicialmente ficaria por 4400 dólares e que passaria a 50 dólares se fosse substituída uma célula de iões de lítio, ficou por cerca de 10 dólares.
Verificar os conectores e limpar, é uma coisa que sugerimos à Toyota para juntar às revisões preconizadas pela marca neste tipo de viaturas.