Scanner e impressora 3D criam os headphones perfeitos

Uma das coisas que não dispensamos nos dias de exercício é uma boa playlist com música motivadora. Ouvir música sem incomodar os outros é fácil se possuirmos uns bons headphones.

Não há nada mais desagradável do que estar a fazer jogging ou outro tipo de exercícios e os headphones estarem constantemente a cair.

A Harman apresentou esta semana na CES 2015 uma solução para este problema, que foi desenvolvida em conjunto com a United Sciences.

A empresa mostrou um scanner 3D, que faz um scan à morfologia da orelha de modo a construir uns headphones personalizados que assentem perfeitamente na orelha para à posteriori serem imprimidos numa impressora 3D.

O Vice-presidente executivo da Harman afirmou que “isto é o início da empresa na massificação dos wearables personalizados, que podem ser afinados consoante as diferenças morfológicas e fisiológicas dos indivíduos.”

Este tipo de inovação diminui a energia necessária para processar a a filtração do ruído devido ao mau contacto entre os headphones e os ouvidos originando um melhor som.

O Scanner desenvolvido pela United Sciences baseia-se em três scanners que mapeiam a morfologia da orelha e ouvido do indivíduo, de modo a criar um desenho perfeito com as dimensões reais da orelha e canal auditivo.

O processo entre fazer o scan e imprimir os headphones, demora cerca de uma hora. Se têm um som tão bom como os Philips Fidelio NC1L, ninguém sabe, mas o facto é que são feitos para cada pessoa e não construídos em massa.


É fascinante poder chegar a uma loja e à semelhança de uma ida ao médico, aguardar e sair de lá com uns headphones novinhos em folha, que sabemos terem sido feitos à medida e que não nos vão dar problemas quando estivermos a correr. Muito importante também é termos a garantia de que iremos ter o melhor som.


Fonte: Mashable