Será que o teu telefone fica mais lento à medida que o armazenamento interno fica mais cheio?

Enquanto nos computadores e telefones mais antigos há relatos confirmados que quanto mais cheio se encontra o disco de armazenamento o aparelho fica mais lento aquando da sua utilização, nos aparelhos mais recentes, parece que as coisas não se processam bem assim.

Gary Sims, Blogger de tecnologia à mais de uma década e youtuber, apresentou no seu canal de Youtube que dá pelo nome de Gary Explains, um pequeno video digno dos “Caçadores de mitos”.

O Blogger coloca a dúvida se o “seu telefone fica mais lento, à medida que a capacidade de armazenamento interna diminui”.

Ele pegou num Samsung S10 Plus de 1TB, instalou a app CPDT de forma a conseguir testar a velocidade de escrita/leitura de dados no disco deste equipamento e iniciou um processo de cópia de ficheiros e testes à velocidade de escrita/leitura à medida que o armazenamento ia diminuindo.

O youtuber verificou que enquanto a velocidade sequencial de leitura (sequencial read speed) se manteve praticamente estável durante todo o processo, a velocidade escrita sequencial (sequencial write speed) cai um pouco quando o equipamento atinge a marca dos 5GB de armazenamento livre, recuperando um pouco quando chega aos 2,5GB de armazenamento livre.

Gary Sims efetuou o mesmo teste num OnePlus 6T de 128GB e verificou que ao longo de todo os teste a velocidade de escrita/leitura manteve-se praticamente estável, corroborando os resultados obtidos no Samsung S10.

Segundo ele, esta ligeira perda de performance no Samsung S10 dá-se porque ao esgotar a capacidade de armazenamento o sistema operativo tem de procurar vários pedaços de espaço livre para escrever os dados, ao contrário do que acontece quando o disco ainda está vazio em que o SO pode escrever sem se preocupar em encontrar espaço vazio, escrevendo à vontade.

Como conclusão, apesar de existir ligeiras variações na velocidade de escrita, a velocidade de leitura mantém-se estável ao longo de todo o processo, o que por si só é suficiente para afirmar que o utilizador não nota a lentidão do telemóvel à medida que este vai esgotando a capacidade de armazenamento interno.