Siliceno vai revolucionar a construção de chips

Siliceno

À cerca de pouco tempo o grafeno era o material que iria revolucionar o mundo dos microchips, trazendo a capacidade de processadores mais rápidos com menor consumo de energia. Novas investigações dizem-nos que há um novo material capaz de deixar o grafeno em segundo plano.

O Siliceno apresenta-se como camadas de silicone do tamanho de uma partícula atômica. Tanto o grafeno como o siliceno na teoria, têm capacidades de transmissão de electrões a velocidades estonteantes. Ambos materiais possuem propriedades que podem ser aplicadas na criação de chips. Apesar de já existir chips de silicone, o siliceno é mais fácil de integrar que o silicone e o grafeno.

O Investigador da Universidade do Texas, Deji Akinwande, descobriu uma forma de construir transistores de siliceno. A Technology Review explica que o processo não é fácil, uma vez que este material é bastante instável e difícil de trabalhar.

Por agora, é bastante improvável termos em breve computadores com transistores de siliceno. O Processo é novo, o siliceno é bastante instável e possui custos bastante elevados que tornam qualquer projecto comercial inviável.

É provável que com o avançar das investigações o siliceno venha a ser aplicado na construção de chips. Este é sem sombra de dúvidas um dos materiais com maiores potencialidades na área das novas tecnologias.