Sony Pictures cancela exibição do filme “Uma entrevista de Loucos”

O grupo hacker que atacou a Sony Pictures suspendeu a divulgação dos dados roubados à empresa devido à decisão da empresa de não exibir o Filme “Uma entrevista de loucos”.

A Sony toma esta decisão depois da ameaça de terrorismo em todos os cinemas que exibissem o filme.

A Sony Pictures cedeu às exigências dos Guardians Of Peace (GOP) que atacou o mês passado os seus servidores, lançando o caos e colocando a empresa de volta ao século passado.

De acordo com a CNN executivos da empresa, receberam um email a informar que iriam suspender os ataques e que por agora iriam  se assegurar da segurança dos ficheiros roubados.

Por um lado a Sony fica um pouco tranquila de que não sofrerá mais dano…por agora. Por outro lado, continua cativa e vulnerável a chantagem visto os hackers possuírem ainda informação sensível.

O GOP fica assim numa posição de poder visto a Sony Pictures ter efectuado uma retirada estratégica e cancelado o lançamento do filme, mas não ter recuperado os dados.

Fontes do Governo norte Americano apontam o dedo ao Governo da Coreia do Norte no seu envolvimento no ataque à Sony Pictures, apesar de este último o negar. A ameaça de ataque aos cinemas, eleva o nível de ameaça a pontos nunca antes vistos.

Espera-se em breve um comunicado oficial do Governo dos Estados Unidos, no entanto, o responsável da imprensa da Casa Branca afirmou que seja qual for a resposta dos EUA será proporcional ao ataque sofrido.