SSDs recentes aguentam mais tempo do que se previa

Uma das preocupações dos utilizadores dos SSDs é a sua degeneração ao longo do tempo, ou seja, os discos ssd são feitos para aguentar uma quantidade limitada de escrita de dados antes de começam a apresentar desgaste até se tornarem inúteis.

Na verdade até agora os ssd nos têm apresentado inúmeras vantagens face aos antigos discos rígidos. Um SSD não tem peças móveis pelo que corre menos riscos de avariar, mas o seu limite de escritas pode sem dúvida deixar muita gente preocupada.

Ora bem, foi pensando nestas pessoas que a Techreport decidiu efectuar um teste de escrita em 6 SSD usando 10 terabytes de dados que foram escritos repetidamente até o disco “morrer”.

Dos seis discos ssd testados 4 já “morreram” foram eles o Corsair Neutron GTX, o Intel 335, o Kingston HyperX 3K e o Samsung 840. Um Samsung 840 Pro e um segundo kingston HyperX 3K chegaram mesmo a atingir a marca dos 2 petabites e continuaram o teste.

Em resumo, provavelmente vais ficar com o teu computador obsoleto ou avariado antes do teu disco SSD avariar.

Para os mais cépticos é mais fácil um disco rígido avariar do que perderes dados num ssd. Todos os discos ssd testados ultrapassaram largamente os limites de escrita de dados fornecidos pelos fabricantes.