Uber refere que a segurança dos clientes é primordial

O mundo dos transportes é um mercado competitivo. Já não bastando a existência de milhares de táxis, eis que a Uber veio sem sombra de dúvida abalar o mercado do transporte individual. Com o aumento de clientes têm também aumentado o número de problemas para a empresa, relatados em várias fontes de comunicação social.

A Startup norte Americana tem sido alvo de muitas críticas por parte dos taxistas de todo mundo, além da agravante de problemas do âmbito criminal que têm acontecido com condutores do Uber.

Recentemente o Uber viu-se a braços com a violação de uma cliente na India levada a cabo por um condutor. O condutor aguarda preso até ao julgamento por este crime e por mais quatro crimes. Em consequência deste e de outros casos, o Uber acabou por ser banido de várias regiões da India e poderá ser processado caso venha-se a provar negligência na verificação do passado criminal dos seus condutores.

Existem também em outros países situações em que condutores da Uber estão envolvidos em assaltos e violações, mas devido aos registos da empresa a polícia tem conseguido sempre identificar e prender os criminosos.

No Blog da empresa, Philip Cardenas, responsável pela segurança em todo o mundo escreve que a segurança dos seus clientes é primordial e que o Uber continua a rever e melhorar o seu sistema.

Cardenas explica que a Uber procura soluções novas para garantir que todos os seus condutores sejam escrutinados antes de trabalhar com a empresa, principalmente porque existem partes do mundo onde é um caos conseguir confirmar dados acerca dos seus colaboradores.

Em Novembro deste ano o Uber iniciou um processo de revisão aos seus programas de segurança, em busca de vulnerabilidades e áreas onde seja possível melhorar. A empresa pretende assim em 2015 iniciar não só novos programas de segurança, assim como também melhorar os programas já existentes.

Uma coisa é certa, o Uber vem alterar os transporte individual como conhecemos. Vai mexer com a economia e caso as empresas de taxis não consigam inovar vão sem dúvida ficar para trás. Em Portugal o Uber já existe em Lisboa e no Porto e caso continue a ter sucesso é só um passo para que se espalhe pelo resto do país.

Apesar destes problemas afectarem a imagem do Uber, agrada-nos ver uma empresa preocupada com a segurança dos seus clientes. No final de contas quando entramos num taxi nunca sabemos quem é o condutor ou o passado dele.