Veículos eléctricos vão ser obrigados a emitir som

Veículos elétricos

Recentemente ao andar num parque de estacionamento, quase fui atropelado por uma Renault Kangoo eléctrica, ao passar por trás desta quando esta ia iniciar a manobra de marcha atrás.

Este pequeno episódio demonstra que por vezes é muito difícil apercebermo-nos se um veículo eléctrico está em andamento quando este se encontra a baixa velocidade, colocando em risco os peões.

De forma a tentar prevenir acidentes, a União Europeia decidiu forçar os fabricantes de veículos eléctricos a instalarem mecanismos de emissão de som em viaturas eléctricas de 4 ou mais rodas, quando estas circulem a uma velocidade igual ou inferior a 20 km/h.

A Comissão europeia refere que esta medida é um incremento de segurança, visto que os transeuntes estão habituados a que as viaturas movidas a combustíveis fosseis façam barulho. 

Esta medida vem ajudar a proteger não só os mais distraídos mas pessoas com pouca acuidade visual e invisuais, que necessitam da audição para se protegerem no transito.

Com a evolução dos tempos alguns peões ganharam o péssimo hábito de andar na rua com os olhos colados ao ecrã do telemóvel, alheados de tudo o que os rodeiam, ficam também protegidos conseguirem ficar atentos ao som que os rodeia. 

Este som poderá ir até aos 56 decibéis e deverá aumentar ou diminuir consoante o veículo acelere ou desacelere.

A legislação é omissa em definir qual o som a usar pelos veículos eléctricos, pelo que isto será deixando ao critério dos construtores. Apesar disso existem já várias marcas a trabalhar à alguns anos neste tipo de soluções adiantando-se a esta medida.